Como não deixar seus lucros correrem pelo ralo dos impostos…


A carga tributária no Brasil é muito elevada, na verdade, a maior do mundo. Pagamos impostos e contribuições sobre tudo o que consumimos, desde um simples produto ou serviço, a propriedades de bens, carros e assim por diante.

Para os empresários, essa carga é ainda maior. Além de pagar todos os impostos devidos, é fundamental realizar toda uma gestão da sua empresa, o que envolve grandes desafios e riscos.

Com isso, é importante que se tenha uma excelente equipe que possa auxiliar na sua gestão tributária, de forma a realizar os planejamentos, compreender o cenário da empresa e do mercado, readequar aos cenários, controlar as operações que envolvam qualquer tipo de taxa, encargos e tributos, para que o tributo pago seja o mais adequado.

Compreender e ter o domínio da legislação, que é bem complexa, com uma assessoria competente, pode trazer vários benefícios, como enquadramento fiscal mais adequado, revisão de informações prestadas ao fisco, recomendação de melhores softwares para controle das obrigações e tributos, dentre outros. Além do que, uma gestão do compliance fiscal faz toda a diferença: garantir que os processos fiscais estejam de acordo com o cumprimento legal e todo atendimento seja em conforme com o fisco.

Outros aspectos também influenciam nesse processo completo de gestão da empresa, consequentemente do seu lucro e são preciso ser bem avaliados, tais como: analisar cuidadosamente cláusulas dos contratos fechados, seja com bancos ou com fornecedores, as moras cobradas; as tarifas bancárias negociadas; índices e prazos de reajustes de contratos dos serviços prestados de forma diligente, assim como realizar a precificação correta dos produtos, levando em consideração todo o custo envolvido, para comércio; pagar as contas em dia, sem gerar multas, seja de boletos, tributos, encargos, dentre outros.

Dessa forma, manter um controle sobre esses aspectos, tanto na gestão de tributos com uma equipe especializada quanto na gestão propriamente dita da empresa, evitará que tenhamos o lucro indo pelo ralo, sem pagamentos indevidos ou desperdícios, e principalmente, resultará então em um lucro saudável à empresa.

Por Karenina Dantas
Sócia e Diretora da Rui Cadete Consultores