Incorporação de Empresas: entenda como funciona

De forma bem resumida e introdutória, a Incorporação de Empresas é um processo que permite a transferência de bens e responsabilidades de uma instituição para outra já existente. 

Possui consequências extremamente vantajosas e possibilita o crescimento empresarial progressivo. Para ter o conhecimento completo destas e outras informações, basta prosseguir com a leitura do nosso conteúdo, que está dividido nos seguintes tópicos:

Incorporação de Empresas: o que é? 

A incorporação de empresas, como o próprio nome sugere, é o processo em que um determinado negócio passa a assumir todas as obrigações e bens de outra instituição já existente, assumindo as responsabilidades e os ganhos das atividades comerciais executadas. Dessa forma, o patrimônio empresarial, os ativos, passivos e as equipes profissionais passam a ser gerenciados e controlados pela nova empresa responsável. 

Dentre as principais responsabilidades que devem ser assumidas após o processo de incorporação, podemos citar os vínculos empregatícios e os processos trabalhistas como exemplos de possíveis problemas que são herdados juntamente a outras demandas corporativas. Por isso, é um processo que deve ser feito com muito cuidado e aconselhamento profissional para evitar grandes complicações.

A incorporação empresarial tem como objetivo principal o aumento de domínio corporativo de um determinado negócio, além de gerar a redução de custos produtivos e aumentar o sucesso econômico de forma significativa. Por isso, é um processo tão benéfico quando bem executado, principalmente em empresas primárias pelas facilidades que o ramo industrial proporciona, como a obtenção de maquinários, matéria prima e insumos. 

Ao contrário do que muitos pensam, incorporação, fusão e cisão de empresas não são termos referentes ao mesmo processo. A seguir, destacamos as principais diferenças entre os três: 

  • Fusão: Diferente da incorporação de empresas onde um negócio assume as responsabilidades e o patrimônio de outro já existente, a fusão é a junção de duas empresas que permanecem ativas trabalhando de forma unificada, compartilhando as suas respectivas demandas e bens. Como exemplo de fusão, podemos citar a companhia aérea LATAM, resultado da união entre as antigas TAM e LAN. 
  • Cisão: A Cisão, por sua vez, é a transferência de uma ou mais partes de uma instituição para outra. A cisão pode ser parcial ou total, a depender das intenções dos proprietários e sócios envolvidos. 

Por fim, para que o conceito fique ainda mais compreensível na sua cabeça, podemos citar como exemplo prático a incorporação da rede de farmácias Onofre, que teve as suas atividades incorporadas pela rede farmacêutica Raia Drogasil no ano de 2019. 

Vantagens da Incorporação de Empresas 

Como dito anteriormente, a incorporação de empresas tem como objetivo principal o domínio de mercado e a expansão de atividades comerciais. Além destes fatores, há também uma série de vantagens decorrentes do processo. A seguir, você confere as principais delas: 

  • Aumento do patrimônio empresarial total com a aquisição de novos bens e ativos
  • Redução dos custos produtivos e facilidade na aquisição de insumos 
  • Ganho de vantagem competitiva pelo domínio de mercado 
  • Ganho de autoridade empresarial 
  • Conquista e fidelização de novos e antigos clientes 
  • Aumento da renda com a utilização correta de recursos 
  • Aumento da atratividade para sócios e investidores 
  • Elisão fiscal e redução da carga tributária 
  • Centralização do poder administrativo e aumento da eficiência empresarial 

Após conhecer os benefícios acima listados e entender a importância da incorporação de empresas, você pode estar interessado na execução do processo e na compreensão do seu funcionamento. No tópico a seguir, explicaremos de forma simples e objetiva como a incorporação funciona na prática empresarial. 

Incorporação de Empresas: entenda como o processo funciona

Para facilitar o entendimento do processo, dividimos o conteúdo em um passo a passo prático e explicativo: 

1. Faça uma reunião com os sócios e analise as possibilidades 

Em primeiro lugar, a empresa responsável por incorporar as atividades de outra já existente deve estar certa da execução do processo, dos riscos eminentes e do potencial existente. 

Para isso, é necessário reunir todos os sócios e analisar as possibilidades plausíveis, garantindo que haja acordo na decisão e que as possibilidades apresentadas sejam boas para o crescimento do negócio como um todo. 

2. Faça uma análise de dados e balanço patrimonial 

Após a análise de possibilidades, é hora de avaliar a empresa a ser incorporada e o balanço patrimonial da mesma. O balanço patrimonial é um relatório empresarial que permite visualizar a situação financeira de um dado negócio por um determinado período de tempo. 

Por isso, é importante ver os dados contidos no relatório e analisar os riscos existentes para não ser pego de surpresa com possíveis problemas de ordem econômica. 

Após a análise, os dados reunidos devem ser apresentados aos sócios e gestores para que a decisão final seja tomada. 

3. Conclusão do processo e extinção da antiga empresa 

Após a decisão final de prosseguir com a incorporação, é hora de extinguir a antiga empresa e passar todos os bens e responsabilidades para a nova instituição responsável. Durante este processo, é necessário documentar todas as etapas e garantir que não haverá qualquer tipo de fraude durante a transferência patrimonial. 

Para tornar a incorporação de empresas segura, a atuação de um profissional especializado é indispensável. 

Conclusão 

Após a leitura completa do nosso conteúdo, esperamos que você tenha entendido o que é a incorporação de empresas, como ela funciona e as suas respectivas vantagens.

Esperamos também que as informações aqui fornecidas sejam úteis na rotina do seu negócio, facilitando e melhorando os seus resultados. 

Se deseja ler artigos com temáticas semelhantes e capazes de acrescentar ainda mais conhecimento nas práticas empresariais, clique aqui e você será redirecionado ao nosso blog exclusivo.

Sobre a empresa 

Fundada em 1991, a Rui Cadete Consultores e Auditores Associados, empresa que fornece Contabilidade Consultiva vem, ao longo de anos, experimentando um grande fortalecimento profissional e conquistando destaque no mercado, atestado pela sua extensa e diversificada carteira de clientes.

Acreditamos que o ambiente de trabalho pode ser leve e desafiador e que fazer bem as coisas e o bem às pessoas fará com que o mundo se torne melhor. Atuamos em vários estados brasileiros, sempre replicando os mesmos parâmetros da nossa Prática de Gestão, que além de englobar nossas referências e crenças congrega a criatividade, a diversidade e a multiplicidade do conhecimento.

Para conhecer melhor os nossos serviços e conversar diretamente com um de nossos especialistas, clique aqui.

BANNER 5

Gostou do nosso post? Então compartilhe com seus amigos:

Sobre o autor

Rui Cadete

Relacionados

Categorias

Newsletter

Os melhores conteúdos do mundo contábil na sua caixa de e-mail! Preencha suas informações abaixo e inscreva-se:

Fale agora com um especialista
e entenda como podemos te ajudar: